al-arabic.info
Baixe e faca o upload de arquivos para seus amigos e familiares
 

MUSICA FUNERAL DE UM LAVRADOR BAIXAR

al-arabic.info  /   MUSICA FUNERAL DE UM LAVRADOR BAIXAR
postado por Mamie

MUSICA FUNERAL DE UM LAVRADOR BAIXAR

| Rede

    Contents
  1. Funeral do lavrador - Zélia Barbosa - al-arabic.info
  2. PDF - Morte e Vida Severina
  3. Funeral do lavrador
  4. Morte e Vida Severina

Esta cova em que estás com palmos medida. É a conta menor que tiraste em vida. É a conta menor que tiraste em vida. É de bom tamanho nem largo nem. Baixar Músicas Brasileiras Grátis, Os melhores lançamentos estão aqui! Baixar Musicas. MB Chico Buarque de Hollanda - Funeral de um lavrador. Funeral de Um Lavrador. Chico Buarque. Letra. Esta cova em que estás com palmos medida. É a conta menor que tiraste em vida. É a conta menor que tiraste .

Nome: musica funeral de um lavrador
Formato:ZIP-Arquivar (MP3)
Sistemas operacionais: MacOS. iOS. Windows XP/7/10. Android.
Licença:Grátis!
Tamanho do arquivo:3.88 Megabytes


A Rita Apesar de Você Chico Buarque. Der Herbst das Glänzen der Natur… Seward, se deliciando com substancial dieta de insetos. Tango do Covil Chico Buarque. As duas principais revistas semanais …. Pois é - Os Cariocas Grande Hotel - Miltinho O Caderno v.

Baixar Músicas Brasileiras Grátis, Os melhores lançamentos estão aqui! Baixar Musicas. MB Chico Buarque de Hollanda - Funeral de um lavrador. Funeral de Um Lavrador. Chico Buarque. Letra. Esta cova em que estás com palmos medida. É a conta menor que tiraste em vida. É a conta menor que tiraste . Zélia Barbosa - Funeral do lavrador (Letra e música para ouvir) - Esta cova em que estás / Com palmos medidos / e a conta menor / que tiraste em vida / / E de. Chico Buarque - Funeral de Um Lavrador (Letra e música para ouvir) - Esta cova em que estás com palmos medida / É a conta menor que tiraste em vida / É a. Funeral de um Lavrador (Ao Vivo) - Elba Ramalho música para ouvir e letra no Kboing.

Uma porcaria. Mas ficou firme. Era de boa paz. Foram lhe provocando por toda a vida. Tudo bem, gostava da roça. Mas aí lhe tiraram a roça. Resistiu a todas. Morar em barraco.

Funeral do lavrador - Zélia Barbosa - al-arabic.info

Ir para um barraco pior. Ficou firme. Queria um emprego, só conseguiu um subemprego. Queria casar, conseguiu uma submulher. Tiveram subfilhos. Para conseguir ajuda, só entrando em fila. Gostava da roça.

O negócio dele era a roça. Queria voltar pra roça.

FUNERAL BAIXAR MUSICA LAVRADOR DE UM

Parece que a idéia era lhe dar uma terrinha. Em voltar à terra. Em ter a terra que nunca tivera. No próximo ano. No próximo governo. Caso fossem consideradas, os nmeros no mudariam muito h dois casos de sete ou seis slabas; um de seis ou cinco slabas; e um de cinco ou quatro slabas. Sobre as alternativas de cadncia, vale a pena chamar a ateno para a possibilidade de um verso duro: ao optar por te sentirs largo, a declamao reforar. Fazendo o caminho inverso: ao pensar no contedo e pretender express-lo, a declamao acabar optando pelo verso duro.

De novo fazendo o caminho inverso: ao pensar no contedo dos versos condensado nas palavras defunto e carne e pretender express-lo, a declamao acabar optando pela sucesso de clulas mtricas 3,2,2. Em sntese, o grande acerto na extrao da musicalidade do poema decorre da economia de recursos.

A linguagem musical, retraindo-se, no prejudica o entendimento da letra. Ao mesmo tempo, a matria histrica da cova medida para o enterro do trabalhador de eito no latifndio cova adequada ao defunto parco, de carne pouca , fica mais bem compreendida pelo modo simples como cantada. Desse ngulo, pode-se dizer que a reiterao musical espelha as vrias repeties com que as quadras de Joo Cabral se estruturam.

No sem razo, j no texto escrito para o seu primeiro LP, em , Chico Buarque afirmava: preciso confessar que experincia com a msica de Morte e vida severina devo muito. A partir de ento, o show passou a chamar-se Pra ver a banda passar.

No custa lembrar que o primeiro lugar do festival foi dividido com Disparada Tho de Barros e Geraldo Vandr. Odette Lara, Contrastes. Acesso em: 27 maio Segundo Magro, o MPB4 no participou desse disco. Srgio Cabral, Nara Leo: uma biografia, 2.

Aquele trabalho garantiu-me que melodia e letra devem e podem formar um s corpo. Logo no primeiro verso, canta Esta cova em que ests em lugar de Essa cova em que ests. Basicamente, a cano feita da repetio de uma s parte musical. Formada por duas frases meldicas, a parte musical faz cantar uma quadra do poema. Cada frase meldica construda por dois motivos. Assim, cada verso entoado com um motivo meldico diferente. Mas o ltimo motivo uma variao do anterior, o que reduz a variedade.

Alm disso, as notas rebatidas e a tessitura pouco extensa de sol a mi tambm contribuem para que a reiterao de elementos musicais sobressaia na composio. O perfil descendente com que se entoa o verso, logicamente, introduz de forma adequada o tema da cano. J o motivo seguinte motivo b apresenta os nicos saltos meldicos. Embora sejam modestos tera menor ascendente; tera maior ascendente e quinta justa descendente, num arpejo de L menor , os saltos configuram ncleos sentimentais em meio caracterstica marcadamente declamatria da melodia, cujo desenho, ao modo de recitativo, no parece querer que o raciocnio do ouvinte adormea.

PDF - Morte e Vida Severina

Na voz de Chico Buarque, a cano como um todo expressa melancolia, seja pela prpria dico do cantor sob forte influncia da dico de Joo Gilberto , seja pelo andamento desacelerado, ao qual corresponde o prolongamento de algumas notas. E tambm expressa sobriedade em parte, tambm por efeito da influncia de Joo Gilberto.

Mas a msica brasileira, ao contrrio de outras artes, j traz dentro de si os elementos de renovao. No se trata de defender a tradio, famlia ou propriedade de ningum.

Mas foi com o samba que Joo Gilberto rompeu as estruturas da nossa cano cf. Adlia Bezerra de Meneses, Desenho mgico, 2. No o caso de abordar, nos limites deste artigo, as articulaes entre a cano de protesto da classe mdia, na dcada de , e a bossa nova criada em torno de Joo Gilberto; entretanto, assinale-se que no h uma mera oposio entre as formas.

Funeral do lavrador

Sobre o assunto, cf. No plano da melodia, esses traos se concentram nos saltos meldicos do motivo b. Entre parnteses, note-se que se tomssemos por base a interpretao de Odette Lara, no disco Contrastes, e a de Nara Leo, em Manh de liberdade, diramos que a cano, de modo geral, expressa indignao.

Ambas as cantoras representam o desagrado pela injustia social e econmica com mais intensidade do que Chico Buarque. E ambas as dices no so melanclicas. H tambm uma verso para o francs, gravada por Nara Leo. Na segunda frase de Funeral de um lavrador, um novo motivo meldico motivo c se apresenta, caracterizando-se pela repetio de uma mesma nota. Esse motivo ser variado, alterando-se a nota rebatida e tambm a figura rtmica.

Ambos os motivos so arrematados de forma ascendente. Todavia, uma vez que a nota final a mesma nota inicialmente repetida, de pouca oscilao o perfil dessa segunda frase.

Como se disse, as seis quadras so entoadas com a mesma melodia. Contudo, aquelas diferenas de metro e de cadncia com que Joo Cabral de Melo Neto organizou seus versos quebram um pouco a monotonia do canto, uma vez que a melodia se acomoda a tais diferenas a fim de, inclusive, sempre respeitar a prosdia. Para tanto, em mais de uma passagem, Chico Buarque faz uso da durao. Nara Leo, op.

J uma mudana significativa em relao forma do poema ocorre pela adoo do canto responsorial no se escutam sucessivamente os amigos que o levaram ao cemitrio; mas a cada quadra entoada pelo solista exceto a ltima , segue-se a resposta pelo MPB4, isto , pelo coro, que repete os dois ltimos versos com abertura de vozes.

De todo modo, a comunicao dos versos no sai prejudicada. Em outra entrevista na qual relembrava Morte e vida severina, em , Chico Buarque afirmou que, diante de seu despreparo, levara a srio a encomenda do Tuca e fizera um trabalho de pesquisa bastante intenso. Indo casa de um pesquisador, ouvira montanhas de fitas com msicas recolhidas do Nordeste. Eu ouvia aquilo, eu me impregnei daquilo tudo e fui trabalhando e compondo as msicas. As msicas eram levadas para o grupo e algumas eram rejeitadas, voltavam, eu trabalhava de novo.

Eles colocam a tnica da letra no lugar errado. Mas isto muito, muito comum no Nordeste, como muito comum em Cuba, por exemplo. A eu quis fazer assim. Depois as pessoas corrigiam. No tenho como avaliar o material pesquisado por Chico Buarque. Entretanto, em , Mrio de Andrade anotou um bendito em Catol do Rocha, na. A expresso tomada de emprstimo a Mrio de Andrade cf. Mrio de Andrade, O samba. Entrevista realizada em 5 abr.

Chico Buarque, Bastidores. Sobre a msica cubana, cf. Acesso em: 12 jan. Na crnica de O turista aprendiz em que relata a audio do bendito, Mrio de Andrade nada observa sobre a prosdia. Mas o seu comentrio indica que a msica se impe s palavras, e assim se justificam, de vis, as silabadas: Termino de anotar a melodia e fico maravilhado contemplando a simplicidade genial dela.

Que perfeio de linha, que equilbrio de composio! E que desmentido pra certas teorias.

Canto em maior e rpido e apesar disso duma dor magnfica, pobre, mesquinha, triste mesmo. Entre parnteses, o absurdo da situao de anotar a cantiga, alimentada com esmolas e entoada por uma velha sentada no cho, maravilhando-se com a voz ntida e o equilbrio musical da composio o absurdo desta situao integra outra crnica, escrita ao final daquela viagem: Mil cento e cinco quilmetros devorados.

E uma indigesto formidvel de amarguras, de sensaes desencontradas, de perplexidades, de dios. Que misria e quanta gente sofrendo Meu corao est penando por demais Em Morte e vida severina, buscava-se uma tal adequao entre melodia e letra que alguns versos, segundo Chico Buarque, acabaram falados ou mesmo cortados.

Bom como caderno novo. Um verso no cabia de jeito nenhum. Convenci eles de colocarem uma atriz correndo de repente e dizendo o verso: falando rapidamente Da sua formosura deixai-me que diga!. Uma delas fiquei chateado depois, porque cortei sem pensar.

No tinha pensado mesmo. Era uma brincadeira, uma crtica, ao Gilberto Freyre. E eu no tava sabendo. Depois o Joo Cabral me perguntou por que eu tinha tirado. Realmente era porque no cabia na msica. Mas eu no tinha ligado socilogos a Gilberto Freyre. E so-ci-lo-gos Sintetizando o que se viu, mas agora nos termos do modelo de anlise desenvolvido por Luiz Tatit: Funeral de um lavrador se contri na predominncia da figurativizao; as acentuaes meldicas se conformam s acentuaes do texto, de modo a no prejudicar sua inteligibilidade, criando-se a impresso de que a linha meldica poderia ser uma inflexo entoativa da linguagem verbal; por consequncia, o sentido de colquio das quadras de Joo Cabral sai reforado.

Morte e Vida Severina

No entanto, h recursos de passionalizao decisivos para o rendimento da cano: saltos meldicos ainda que localizados e comedidos , andamento desacelerado, investimento na durao de algumas notas.

E no se deve menosprezar a pulsao, o leve balano que sustentado de forma regular pela percusso, mas que tambm atua no canto. A pulsao se liga diretamente tematizao, terceiro processo de compatibilizao de melodia e letra estudado por Tatit. A primeira crnica parcialmente transcrita por Oneyda Alvarenga em: Andrade, As melodias do boi e outras peas, op. Vrios, O som do Pasquim, Idem, O cancionista, So Paulo, Edusp, , p. No limite, ao trabalhar com a cano, sempre haver quem argumente que constitui uma direo no-musical colocar o peso principal do interesse no texto.

At que ele atentou ao significado de funeral, e a cano foi excluda das vitrolas durante as festas. Para alm da bvia barreira da lngua, uma coisa a cano gravada e difundida em meio a incontveis produtos, outra coisa a mesma cano ao vivo e articulada narrativa de um espetculo.

Ainda assim, o que se pretende sublinhar, no exagero da anedota, a capacidade da cano de tambm seduzir, fundamentalmente por seu ritmo musical, o ouvinte. Essa uma encruzilhada de vrias questes para os cancionistas engajados na crtica social, no teatro ou em shows, na dcada de como hoje.

H a distrao e o entorpecimento pelo ritmo musical, mas h tambm o valor mnemnico da cano. H a necessidade de distanciamento crtico, tantas vezes ausente na famosa esquerda festiva, mas h tambm a necessidade de mobilizao do sujeito e de foras sociais num pas em que comunidades organizam o mundo pelo canto e pela dana, vivendo a festa popular como experincia de outro tempo e lugar.

Por um lado, o contato com a experincia social e econmica no se deu de forma imediata, mas com a mediao da literatura e do registro em fita de canes de tradio oral. Por outro, a poesia de Joo Cabral no permitiu o sentimentalismo demaggico, muito embora a gravao de Chico Buarque estabelea o lao emocional da compaixo; e o trabalho coletivo no Tuca evitou a reproduo postia de tcnicas musicais por exemplo, o canto contrrio prosdia.

Uma outra questo que vigorava, em , a ideia equivocada de que a cano seria o agente da mudana histrica, de que a desalienao das massas oprimidas seria resolvida, pela classe mdia, com violes.

Utilizo livremente observao de Hegel acerca da msica.

UM DE MUSICA LAVRADOR BAIXAR FUNERAL

Hegel, Cursos de esttica, volume III, trad. Lincoln Antonio, So Joo no Maranho. Traulito, So Paulo, n. Gilberto Vasconcellos, A musa popular brasileira Da bossa-nova cantiga de roda , in Msica popular: de olho na fresta, Rio de Janeiro, Edies do Graal, , p. Caetano Veloso, Primeira feira de balano, in O mundo no chato, org. Alm do fim da censura pelo aparelho de Estado e do calendrio de eleies diretas, h a mobilidade do capital globalizado, o cada-um-por-si das relaes de trabalho, a incluso social pelos bens de consumo, a desintegrao do iderio nacional-popular, o sucesso do marketing poltico.

E h a moda de ostentar um pensamento cada vez mais reacionrio, no enquadramento da indstria da glamourizao e do medo da violncia na classe mdia, conforme disse Chico Buarque em Boutades s vezes racistas, preconceitos de classe, manifestaes de desprezo mesmo pelos mais pobres se tornaram algo muito comum e socialmente valorizado. Regina Zappa, Chico Buarque: para todos, 2. Srgio Cabral, Nara Leo: uma biografia, op. Chico Buarque, O tempo e o artista: Querem exterminar os pobres do Rio.

DE MUSICA BAIXAR LAVRADOR FUNERAL UM

Acesso em: 6 jan. Publicado originalmente na Folha de S.